Histórico
Categorias
Todas as Categiorias
  Evento


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
JANGADA BRASIL
FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL
VINICIUS DE MORAES
LITERATURA-RELEITURAS
O MENINO MALUQUINHO
DIVERSÃO E CULTURA
UOL - O melhor conteúdo
TEXTOS ORIGINAIS- DOMÍNIO PÚBLICO







UM POUCO MAIS DE HISTÓRIA

Gislaine do Santos Oliveira

 

 

 

Passa a Passo para ser um protagonista

 

 

 No começo eu não gostava muito de ler. Achava que era bobagem e que não teria importância ser um leitor.

 Mas no 7ª ano de estudo meus colegas começaram me incentivar, foi quando comecei a gostar mais de leitura e de ser protagonista e fazer parte do Circuito Ayrton Senna de Juventude.

 Quando comecei a ler, descobri que havia um vilão da aprendizagem, é a preguiça. Mas no mundo inteiro há vários vilões, por exemplo, a droga, violência, cultura, sair da escola para trabalhar, fazer ladroagem etc.

 E o vilão da leitura é a preguiça e a falta de capacidade para ler.

 Os poderes mais fortes que eu conquistei foram aprender a fazer e conhecer.

 Certa vez eu estava muito doente e ficava com preguiça para tudo, tudo que eu fazia eu ficava cansada e só dormia.

 Sempre minha mãe e meu pai falavam: que pra eu combater esse vilão eu teria que me alimentar bem, porque eu não conseguia comer. Fui seguindo os conselhos de minha mãe, fazendo exercício, e comecei a melhorar aos poucos até me recuperar desse vilão tão chato.

 As pessoas que, me ajudaram a superar esse vilão e os meus problemas foram a prof.ª Meire e os meus colegas. Sempre tive seus apoios nas horas mais difíceis e desagradáveis da minha vida, tive apoio também da prof.ª Andréa, ela sim  é uma protagonista. Serei grata a eles para o resto da minha vida.

 Isso terminará com todos os alunos sendo um protagonista e ajudando as pessoas, a incentivarem a fazer o bem e o que é certo.

 

 

 

 

 

 

Jaine Araujo

 

 

 

 

O que eu vou ser?

 

 

 

 Eu percebi que poderia ser uma leitora ou uma protagonista através das aulas de leitura e Empreendedorismo Social. Nas aulas de Leitura tínhamos que ouvir a história com atenção e na de Empreendedorismo Social tínhamos que comentar e escrever.

 O meu vilão pra falar a verdade é a preguiça e a falta de vontade. Mas mesmo assim eu venci esses vilões e aprendi a me conhecer melhor.

 Bom, eu aprendi a ser e a conhecer, porque muitas vezes eu não tenho vontade nem de ouvir uma história e eu tenho que aprender a ouvir e a aprender a prestar mais atenção.

O que me ajuda nesta luta é o “gênero” da história, se sei que é de amor eu sinto muito mais vontade de ler; se é de terror eu já fico com mais medo e nem ligo para ler; se eu já ouvi falar do livro e gostei, eu me interesso méis pelo livro.

 Bom, eu espero melhorar cada vez mais com a questão de ser leitora e protagonista e que a minha amiga “pri” não venha me visitar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 Escrito por Meire e companhia às 16h40
[] [envie esta mensagem] []



OUTRAS HISTÓRIAS

Olá, pessoal. Vejam o que está rolando por aí ... São histórias e mais histórias que,com a ajuda do Paulo,pretendemos publicar algumas aqui.

Francy Aline

 

 

Um Pequeno Protagonista

 

 Olá, eu sou Francy Aline de Araujo tenho 14 anos e há menos de 2 anos a leitura começou a tomar conta de mim.

 Mas antes não tinha nenhum interesse, a preguiça tomava conta de mim.

 A preguiça para mim é um grande vilão, tanto da leitura quanto da aprendizagem.

 Aprendi a ser uma grande protagonista e uma grande leitora.

 Tive grandes influências como meus professores, meus amigos e até mesmo a minha família. Aprendi a conhecer a leitura com estas influências.

 E com tudo isso comecei a conviver com a leitura.

 Tive uma grande dificuldade para combater o vilão. Quando comecei a ler de verdade a preguiça tomou conta de mim, mas fui em frente, insisti e comecei a ler. Me lembro ainda que o livro que eu adorei foi "É TUDOMENTIRA" esse sim me deu força para ler.

 E eu quero terminar a minha história de leitor quando todos se influenciarem na leitura.

 Espero que um dia todos gostem da leitura do mesmo jeito que eu.

 Vou ficando por aqui espero que vocês sigam a minha história um dia.

 

 

Marcos Fernando Vida

 

 

Um Jovem Protagonista

 

 Eu percebi foi quando o projeto começou a nos ensinar quando é que era bom a ler e a ser um protagonista.

 O vilão da aprendizagem é a preguiça, porque é ela que faz você a não querer a aprender nada só pelo contrário ele faz você a não aprender.

 O vilão da leitura é a falta de vontade de querer ler, porque se você não estiver com a vontade de ler você não vai conseguir ler.

 Eu já conquistei os poderes de aprender a conhecer, aprender e fazer e aprender a conviver e mais ou menos o de aprender a ser.

Uma vez eu não queria escrever na aula de matemática então eu tive que lutar contra a preguiça para poder escrever.

 Quem me ajudou a querer a ler foram meus professores.

 Eu quero terminar a minha história de leitor sabendo mais, aprendendo mais e fazendo tudo de bom para mim mesmo.

 

 

 

Paulo César Mônaco

 

 

Os Gamistas e os seus pertences

 

 Eu aprendi a gostar de ler na minha própria escola, de tanto eles falarem como é bom ler, que estimula a aprendizagem, eu resolvi a ler, e achei alguns livros que me interessassem.

 O vilão de aprendizagem no Brasil para mim é a falta de vontade, porque tem cidade que não tem transportes para as crianças que moram mais longe da escola, conseguir chegar até lá.

 O vilão da leitura para mim é a preguiça, sono e falta de vontade dos leitores, e isso é uma coisa muito ruim para quem quer aprender.

 Os poderes que eu já conquistei foram:  aprender a conviver com os amigos, ter mais idéias para debater os livros que a classe  lia e entre coisas mais.

 Um dia eu estava quieto e vi um colega com muita preguiça, e eu cheguei nele e falei "meu amigo, nunca tenha preguiça, pois se você deixar a preguiça te levar, você nunca vai ser nada na vida".

 A principal pessoa que me ajudou foi a minha professora.

 Quero conquistar muitas coisas através da leitura.

 

 

 



 Escrito por Meire e companhia às 16h40
[] [envie esta mensagem] []



PRIMEIRAS HISTÓRIAS SELECIONADAS

A oitava série começou escolher a história do time, mas está difícil. Duas histórias maravilhosas ficaram pendentes para a escolha. Publicaremos aqui as duas que,por decisão do time, serão avaliadas por professores da escola para que seja selecionada apenas uma. Com a ajuda do Paulo- 8ª A- as demais histórias da turma também serão publicadas aqui. Aguardem e logo vocês poderão ler muito mais histórias de jovens gamistas.

ANA CAROLINA:

A MINHA HISTÓRIA DE LEITOR COMEÇOU...

No ano de 2007 a 8ª série,que hoje é o primeiro colegial, começou a participar do Circuito Ayrton Senna de Juventude. Aí a gente ficou com vontade de participar também. Quando a professora Meire convidou alguns para participarem,ficamos super contentes,pois queríamos ser leitores e protagonistas para um mundo melhor.

Nesses anos descobrimos ovilão da aprendizagem que é o desinteresse pelas coisas,afalta de atenção e até mesmo crianças que param de ir a escolapara trabalhar. Não só jovens mas também a falta de interesse de governantes, Tudo isso foi o vilão da aprendizagem que descobrimos no Brasil.

O vilão da leitura que o sjovens de nossas escolas descobriram foi a preguiça. Fizemos desenhos sobre ele,montamos painel na escola e também fizemos coisas que poderiam combater o chato vilão que não deixava as crianças lerem e poder mergulhar no mundo dos livros.

Alguns de nós já conseguiram "Aprender a ser", "Aprender a conhecer", "Aprender a fazer" e "Aprender a conviver",mas ainda alguns estão com esse vilão atrapalhando, porém eles não desistiram de acabar com ele.

Uma vez a professora Meire estava contando a historia "O melhor time do mundo", e eu não conseguia me concentrar, mas aí lutei contra o vilão da preguiça e consegui combater com garra e muita força .E o que mais me ajudou foi o grande poder que é aprender a ser, eu acreditei que conseguia escutar.

"Graças a Deus" tenho os meus professores,meus colegas, não só de classe, mas da minha rua também, que me ajudam a ser o que sou , uma jovem com grande potencial, que acredita em você e claro, no bem.

Vou ficando por aqui e você, jovem leitor e protagonista que acredita no seu potencial, não fique aí parado,não. Ajude todos ao seu redor que necessitam acabar com po vilão que a trapalha a leitura, Faça seu grupo e comece a ação, pois assim esse vilão não terá força para atrapalhar você e seus colegas que acreditam em ser jovem de bem com todos ao seu redor.

 

EMILY JULIANO

Meu nomeé Emily Juliano e tenho 14 anos. Confesso que há três anos não me interessava  por livros. Não lia revistas, jornais e muito menos a matéria que eu tinha em sala de aula. Era uma aluna péssima (confesso) e ninguém botava na minha cabeça que ajudar ao próximo ou até mesmo ler um bom livro era bom e nos ajudava a crescer cada vez mais.

Comecei a gostar de ler aos 11 anos de idade (mas sópeguei aquele livro porque gostei da capa) e o e meu primeiro livro foi" Harry Potter e a pedra filosofal". Demorei muito,mas muito mesmo para ler, pelo fato de trêsvilões me atrapalharem. Dei a eles os seguintes nomes: TOMBO, porque me dava um sono assim que eu começava a ler, e eu tombava onde quer que estivesse; PREGO, porque me dava preguiça toda vez que tinha de corror o olho em cada linha e, por fim, os meus amigos, sim eles mesmo, pois toda vez que iria começar a ler, quando eu sentia aquela deliciosa vontade, eles apareciam. Parecia até de propósito, mas não, eles não tinham culpa. Eu é que toda vez que conversávamosnão conseguia dizer "Não, não posso conversar agora, estou lendo".Tinha medo de dizer por causa das piadinhas de mau gosto.

Até que um dia decidi e pensei: "Por que ir pela cabeça dos outros e não lutar pelos meus ideais e correr atrás daquilo que eu sempre quis?

Bom, o tempo foi me ajudando e me aperfeiçoei mesmo (na leitura) na sétimasérie. Foi quando descobri em mim um lindo talento para a poesia e fiz um livro, com a ajuda da minha professora do game, que  levo como exemplo, não só a pessoa, mas também a alegria em si.

Foi aí que percebi que era uma protagonista, pelo fato de fazer um livro e saber que muitoso lerão e incentivar a leitura.

Nessa estrada da vida, após derrotar os meus vilões, recebi poderes que nunca pensei que possuísse. Aprendi a conviver com tudo e com todos;aprendi a conhecer, pois descobri se me dedicasse aos estudos e a leitura, aprenderia muita coisas, as quais eu não aprenderia somente conversando e brincando ( conversar coisas tontas, que os adolescentes adoram,e eu também,mas que de um certo ponto chegam a ser sem graça). Além disso gosto muito de ter outros dois poderes que são o poder de fazer e o de ser,pois não vou mais pela cabeça dos outros e faço o que eu quero ( a respeito da leitura e aprendizagem) e assim derrotei o TOMBO  e o PREGO.

Como disse, as minhas professoras do game só me fazem sentir orgulho delas. Posso dizer que são meu anjo da guarda e me incentivam a ler e ler cada vez mais, além de ajudar-me a participar e criar vários projetos na escola.

Termino a minha história de leitor e protagonista, dizendo que nunca irei parar de ler e de atuar em minha comunidade, pois a leitura e a ação me ajudam a entender o mundo e transformá-lo também, e hoje sei que isso é importante pra valer!!!

Sou do Game SuperAção e me orgulho disso,pois foi através desse projeto que me tornei essa guerreira e levo como incentivo a seguinte frase: “Jovem não é problema, jovem é solução!”

 Conheçam agora as histórias da 7ª A e da 7ª B.

 

 

Graziela Ariane Alves

 7ª A

 

Oi, eu sou Graziela da 7ª A.Minha história é muito enrolada porque tenho muita preguiça de ler.Isso já é de família, mas eu tento reverter isso, mas tem horas que não dá não, é demais.

Na escola Eurico , meu Deus... Eu não podeia ver livros na frente.Mas eu sou uma menina que gosta de fazer tudo que eu puder para melhorar a minha vida e de minhas colegas ( Maytê, Nayara ,principalmente , e Nury).

Mas cada dia espero me superar nesse desafio da vida.

Hemely Bardalatti Ultramare

7ª B

 

Combatendo o vilão

 

Bom, a minha história agora sim é diferente. Antes era sempre a mesma coisa.

A leitura me transformou muito, fez-me ser o que sou hoje, o que sou agora. Eu não tinha interesse em estudar, em aprender em ler...Hoje, sim eu tenho interesse em aprender, ler e estudar.

Com a leitura aprendi muito na ortografia.Hoje escrevo muito melhor,pelo menos é o que eu acho. Quando leio algum livro eu me coloco muito no lugar do personagem.

Eu acho que o bom quando você lê um livro, é que você se coloca no lugar do personagem e se emociona com a leitura.

Bom,agora eu como protagonista, eu acho muito importante e muito interessante ajudar as pessoas a realizarem algumas atividades do bem.

Eu sou uma protagonista e quero ajudar como meu, com o seu,com o nosso poder da leitura, todos têm esse poder,só basta acreditar em você mesmo.

O que nós queremos é fazer com que o vilão se acabe, que ele se afaste da nossa aprendizagem, porque é ele que está atrapalhando os estudantes.

Bom,então estamos juntos nessa,com capacidade, força e sem preguiça vamos combater esse vilão.

 

 



 Escrito por Meire e companhia às 08h57
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]